O que realmente importa?

Sobre o blog

Publicidade invade o Metro de Lisboa

Na estação de Marquês de Pombal descobriram que se pode pôr publicidade nas paredes também. Estamos condenadas.

Excesso Estação de Marquês de Pombal (Lisboa), na linha amarela, com as paredes completamente cobertas com a mesma campanha publicitária, incluíndo parte do chão. Fotografia própria.

Siza Vieira conseguiu que a estação de Baixa-Chiado fosse a única do Metro de Lisboa que não tem mupis (Dizem que a intenção do arquitecto não era tanto criar um refúgio para as utilizadores do Metro, mas sim proteger e “sacralizar” a sua obra. Mas se calhar isso não importa realmente…). No entanto, nos últimos três anos assistimos a uma proliferação desenfreada de lojinhas, banquinhas, monolitos e outros suportes publicitários em Baixa-Chiado. Foi ingénuo achar que os mupis seriam a única arma contra o silêncio e a paz.

Pode parecer uma falácia de bola de neve, mas todas as evidências me levam a crer que a distopia de Wall-E (2008) já começou a instalar-se.

B&L (Wall-E) Frame do filme Wall-E (2008), em que toda a população mundial vive a bordo da nave espacial Axiom, dominada pela mega-corporação Buy'n'Large.
Futuro ou presente? Fotografia e fotomontagem própria. Estação de Metro Baixa-Chiado

Tomás Barão